Adaptação: pra mãe ou pro bebê? 

Estamos iniciando o processo de adaptação da Julia na casa da minha mãe! Volto a trabalhar em 18/7! 

Mas quem precisa mais se adaptar? Mãe ou filho? Me peguei pensando nisso. 

Dizem que a adaptação é pro bebê mas como mãe sofre gente! Aff, eu fico uma hora longe dela e parece que não vejo minha filha faz um dia! 

Impressionante como a simbiose mãe/criança é forte né? Eu não tenho vontade de ficar longe dela, ponto final! Mas não é bem assim, existe uma vida profissional, existe ganhar o pão de cada dia e aí que chegou a hora, falta só um mês e começamos a arrumar a casa dos meus pais para receber a Julia!

Essa semana comprei bercinho portátil, carrinho, banheira e vamos à luta porque assim como eu não quero ficar longe ela também não! 

Iremos criar uma rotina para ela e minha mãe, aos poucos, dia após dia e tentar descobrir se falta algo para elas ficarem bem!

Planejo dar o peito na hora do almoço todos os dias que não tiver almoços profissionais, matar as saudades e continuar a amamentação o máximo que conseguir!

Semana que vem começarei a tarefa de estocar leite materno e ir deixando a Julia sozinha com minha mãe uma, duas, três horas para ela ir acostumando!

Já ouvi muito: “ah mas vai ficar com sua mãe, é mais fácil” então queria só lembrar que não tenho experiência em deixar na escola ou com a vó então pra mim é duro igual! Pra Julinha com toda certeza do mundo será melhor ter a vovó cuidando! 

Sinceramente? Pra mim tá muito difícil de qualquer jeito me separar dela, mas a vida tem que seguir! 

Dizem que depois que voltamos ao trabalho melhora a sensação, vamos ver!

Quem aí já passou por isso? Me conta como foi?


Um beijo, 

MamãeUp

Anúncios

A primeira saidinha sem o bebê a gente nunca esquece 

Essa semana resolvi dar início ao processo de adaptação da Julia com minha mãe. Quando eu voltar ao trabalho em julho ela ficará na casa da minha mãe das 7h30 às 18h! 

Sei que não será fácil nem para mim, nem para ela, afinal são quase 14 meses juntinhas (contando com a gravidez)! 

Então hoje minha mãe veio para minha casa, eu tirei leite durante a madrugada e fui! 

Fui fazer minhas sobrancelhas na Expressão do Olhar, já tinha vontade desde antes da gravidez e já conhecia o trabalho lindo do Michelly.

Eu precisava me forçar a ir e ir a um lugar que eu não pudesse voltar se desse saudades! Então já queira fazer a micropigmentação e lá fui eu! 

Coração apertado, cadeirinha do bebê vazia no retrovisor, minha cabeça a mil e eu só repetia: ela está com a minha mãe! 

Meu marido trabalha em casa então ele também estava lá caso a Julia estranhasse! Sim, ela estranha minha mãe, minha sogra, meu irmão ou qualquer um que não seja eu e o Edney! 

No meio do caminho mandei uma mensagem pro meu marido: “posso ficar perguntando como estão as coisas toda hora?” E ele disse: “pode!”:)

Cheguei lá no destino e abri a câmera do quartinho dela, silêncio! Mandei mensagem pro marido: “tudo bem aí!?” E ele: “sim sua mãe desceu pra passear de carrinho com ela”.

Foi o primeiro momento de relaxamento! Ela estava bem! Entrei pra fazer o processo e fui ao banheiro meia hora depois, quando me deparo com essa foto no meu celular: 

Ela estava dormindo, depois de tomar metade do leitinho que eu tinha deixado, agarradinha ao meu protetor de olhos com o meu cheirinho que tive a ideia de deixar com minha mãe! 

Chorei no banheiro da clínica! Ah Mamães só vocês irão me entender! 

Terminei o procedimento, adorei o resultado (e super indico @expressaodoolhar_paraiso_sp) e voltei pra casa voando! 


Cheguei aqui e lá estava ela no salão de jogos com a vovó passeando de carrinho! Quando me viu abriu um sorriso banguela, deu uma gargalhada e agarrou o peitão mamando por uns 20 minutos! 

Beijo,

Mamãe Up 

Dicas para a hora do banho do bebê 

Quem estando grávida não se perguntou: é quando ele(a) nascer? Como será o banho!? 

Eu não era daquelas que tinha muito medo mas dizer que eu sabia como segurar, lavar e secar é mentira.

Na maternidade a enfermeira me ensinou como fazer mas foi no dia a dia que fui pegando o jeito e hoje a Julia adora a hora do banho! 

Resolvi escrever sobre como dar o banho no bebê para as gravidinhas acalmarem o coração! 

Sei que existem vários vídeos na internet mas às vezes ler dicas de mamães que já sacaram algumas coisa pode dar um clique na auto confiança quando bater aquele medo!

Vamos lá: 

1- Prepare tudo o que vai precisar antes de por a água na banheira: toalha, fralda de secar, roupas limpas para o bebê, fraldas, creme para evitar assaduras, colônia, etc

2- Eu gosto de dar o banho no quarto por que ligo antes no ambiente o aquecedor elétrico, bebês têm muito frio!Nao gosto da ideia de trocar do banheiro para o quarto e pegar aquele ventinho. E tem o trocador ali pertinho da banheira no quarto o que facilita na hora de secar e trocar. 

3- Dois baldes de água quente do chuveiro são suficientes para um banho gostoso! Não precisa encher a banheira, nem de mais, nem de menos! 

4- Existem dois meios de ver se a água está boa: coloque a mão até o punho e sinta se a temperatura está boa ou use um termômetro verificando se a água está entre 36 a 38 graus! A Julia gosta de 38 graus só dei 36 no calorão 😉 

5- Tire a fralda e limpe o bebê, pois a água não pode se contaminar com excesso de côco por exemplo.

6- Coloque o bebê devagarzinho na banheira pelos pés e deixe ele acostumar com a temperatura da água e com o contato com a água e então deite ele sobre seu braço segurando o bracinho e a cabeça fora da banheira.

7- Converse com seu bebê, mantenha um sorriso ou cante! O banho pode ser uma hora de conexão entre você e seu filho!  

8- Lave primeiro o rosto passando a mão delicadamente nas bochechas, olhos, nariz e boca. Nunca jogue água no rostinho, eles assustam muito fácil. 

9- Lave o corpinho na frente e depois vire delicadamente o bebê e lave por último os órgãos genitais. 

10-  Banho pode ser na banheira ou no ofurô (balde)! O balde é muito relaxante pois o bebê tem a sensação de estar no útero materno! Além de prático! Julia adora! Eu uso muito para aquele banho rápido antes de dormir ou na hora do cocozão! 



Espero poder ter te ajudado! 

Tem alguma história engraçada ou gostosa de banho? Ou alguma outra dica?  Conta pra gente nos comentários. 

Um beijo,

Mamãe Up 

Empório da papinha 

Hoje eu e a Julinha fomos num evento do Empório da papinha

Em parceria com algumas empresas fizeram uma reunião de mamães, papais e filhotes para o lançamento da linha nova: a partir de 1 ano.

Têm várias opções de sabores com a qualidade que a marca já tem. 

Para quem não conhece a Empório da papinha vem crescendo por causa do boca a boca entre mamães. Eles têm um carinho e um cuidado tão grande no preparo das comidinhas pros pequenos e entregam em casa! 

Teve contadores de histórias e a Julinha adorou! Sentei ali no chão com ela e ela ficou vidrada no violão! Sei que ela ainda não entende mas ver a carinha dela de alegria não tem preço! 
Ah é tinha um pessoal pintando as crianças também. Fica pra próxima né? Juju muito pititica ainda. 


Encontramos as mamães do grupo de mães Sampa Mamãe do qual faço parte e foi só alegria! 


A gente se divertiu, conheceu um produto de qualidade que no futuro poderei contar! 

Sabemos que com a loucura do dia a dia tem sempre aquela hora do aperto que não deu pra preparar aquela papinha fresquinha do bebê e saber que posso contar com ingredientes selecionados e orgânicos é muito bom! 

Recomendo mesmo.

Um beijo,

Mamãe Up 

Dia das Mães: o primeiro

Sempre comemorei o Dia das Mães com muito amor pois amo demais a vovóUp, mas não posso deixar de contar que sempre esperei por este dia das mães que viverei esse ano: com a minha filha nos braços! 

Era um sonho que eu tinha e guardava bem lá dentro com medo de não poder engravidar, mas amanhã vai acontecer, vou viver o primeiro dia das mães com a minha Julinha e com o papai! 

Estou emocionada a semana inteira pensando nisso! Em quanto quero agradecer a Deus por esse momento, por ser mãe, por amar e ser amada, por poder cuidar dessa bebezinha tão risonha que me enche de amor todos os dias! 

Ano passado nessa época eu não sabia que estava grávida então amanhã será realmente o dia! 

Passa um filme na cabeça! A descoberta, a gestação, os medos, as dificuldades, o amor gigantesco que senti quando vi aquele rostinho no nascimento, o choro forte dela quando saiu da barriga, os primeiros dias, a batalha do início da amamentação desejada e tão dolorida… São tantos momentos e as lágrimas escorrem dos olhos de lembrar de cada um deles!


Especial é pouco! Se vc já é mãe sabe do que to falando! Se está tentando tenha fé e força, se está grávida todo amor do mundo pra você, ano que vem será realmente lindo! 

Feliz Dia das Mães!!!! A todas… Mães de coração, de filhos de 4 patas, para que ainda é filha por que amor é ecumênico. 

Um beijo,

Mamãe Up 

Vivendo e aprendendo: Quiropraxia na gestação, parto,pós parto e em bebês 

Há algumas semanas conheci a quiropraxia e fiquei encantada com os benefícios para nós mamães e para bebês! Sim, dona Julinha passou pelo primeiro atendimento depois de muita pesquisa da MamãeUp sobre o assunto. 

Resolvi fazer uma entrevista para que vocês conheçam um pouco dessa técnica e possam aproveitar os benefícios afinal qual mamãe não sente dores nas costas? Mas os ganhos vão bem além! 

Conversei com a dra Carla Cristhyna confiram: 

1-O que é quiropraxia? Qual a preparação para um profissional se formar quiropraxista? 

Quiropraxia é uma profissão na área da saúde que trata e previne qualquer alterações dos sistemas esquelético, muscular e nervoso proporcionando qualidade de vida dos pacientes, alívio de dores e equilíbrio.

Para ser um Quiropraxista é necessário fazer uma graduação de quiropraxia, são 5 anos.

Qual a importância da quiropraxia para a gestante? E no pós parto? 

A quiropraxia na gestação oferece bem estar para mãe e para o bebê, ajudando na hora do parto e no pós parto ajuda na recuperação mais rápida da mãe aliviando dores e ajustando o sistema músculo-esquelético. 

A sua especialização é em pediatria certo? Existe uma recomendação no dia do parto para o bebê? 

Sim, sou formada em quiropraxia pediátrica, me formei pela ICPA, instituto de quiropraxia pediátrica, na hora do parto, em outros lugares, como nos EUA, o Quiropraxista fica na sala do parto, para quando o bebê nascer já receba seu primeiro tratamento que irá ajudar na melhora do funcionamento saudável de seu sistema nervoso, principalmente. Ajuda também no melhor funcionamento do aparelho digestivo, ajudando em cólicas, por exemplo, sistema respiratório e no sistema imunológico, ajudando em inflamações como otite e até prevenindo um resfriadinho. 

Quais os benefícios da quiropraxia para a mamãe? 

As mães normalmente podem ter dores na coluna ou o bebê acaba se posicionando e machucando costelas na gestação, a quiropraxia ajuda com o alívio de dor e auxilia para que a posição do bebê na barriga da mãe fique melhor e com isso traz benefícios na hora do parto. 

No pós parto ajuda nas questões das dores recorrentes devido aos novos movimentos como carregar o bebês, dar banho, etc.

Você atendeu a Julia, conta pra gente quais os benefícios para o bebê?

Sim atendi a Julia que ficou super tranquila! Para os bebês o atendimento  vai ajudar nas cólicas e gases, também atua no sistema imunológico que vai ficar mais forte evitando doenças por vírus ou bactérias.

Os bebês atendidos costumam ficar mais ágeis e espertos, devido ao sistema nervoso fluir melhor.

Muito interessante né? O atendimento dos bebês é feito no colo dela e dos maiorzinhos no colo dos pais ou na maca.
Mãe de primeira viagem que sou não tirei foto do atendimento da Julia Rs mas pra vocês terem uma ideia:  

 
Minutos depois do atendimento! Percebi que a Julia ficou mais calma e o intestino funcionou bem melhor no dia seguinte.

Eu sinto um alívio nas costas incrível quando vou lá! Estou em meu segundo atendimento e resolvi compartilhar com vocês porque coisa boa a gente precisa dividir né?

Um beijo,

Mamãe Up 

Serviço: 

Dra. Carla Cristhyna Carlos – Quiropraxista ABQ 0288 atende na Av. Dr. Luís da Rocha Miranda, 159 – conj. 11 – Jd. Jabaquara e na Rua Dona Ana Neri, 379 casa 43 – Mooca

Clinica de Saúde Bonsai / Contato: 11 98134-0632

Formada em quiropraxia pela UAM e  Pós graduada em biomecânica da atividade física e saúde pela UGF/  Especialista em quiropraxia esportiva pela FICS/ Especialista em quiropraxia pediátrica pela ICPA

Os 3 meses de bebê e de mamãe 

Foi um piscar de olhos e já passaram 3 meses! 

Intensidade define esses 90 dias. O cansaço batendo forte, hormônios,aleitamento materno exclusivo e a vida de ponta cabeça! 

Mil motivos para agradecer de joelhos ao universo pela oportunidade de ser mãe, de cuidar da minha pequena com tudo que julgo importante, mas a condição física só permite ficar de joelhos mentalmente! O corpo implora uma massagem e grita por uma noite bem dormida!

Muitas questões passando por esse coração de mãe e mulher, pouco tempo pra elaborar e uma rotina completamente inédita na minha vida.

O corpo todo sente mas o coração se enche de amor a cada sorriso dela, os olhos quase fechados às 21h mas ninar mais 5 minutinhos não mata ninguém, vontade zero de exercitar o corpo mas a vida no dia a dia cobra a conta dos quilos extras… 

Consulta no pediatra e a alegria: peso e altura acima da média para os 3 meses! 

  

Sensação de missão cumprida que parecida com aquela chegada da corrida de 10km quando você olha para trás e não sabe como conseguiu!

A oxitocina competindo de igual pra igual com o cortisol, montanha russa emocional pior que qualquer TPM mas um sorriso banguela poderoso me leva as lágrimas quando na exaustão do dia  (só quem é mãe entende) deito na cama e fecho meus olhos até a próxima mamada! 

Vacinas, noites sem dormir, sorrisos sem dente, fraldas, dietas, exercícios depois do parto, dificuldades, amor… Muito amor! Resumo dos dias que passaram desde a chegada da Julia. 

E lá se foram 3 meses… E eu me tornei mãe! Meu maior sonho dorme tranquila nessa madrugada! Olho seu rostinho e me pergunto sempre: fui eu que fiz? Meu melhor feito.

Agora ela descobriu as mãozinhas, fica com elas perto do coração e me olha com cara de gatinho do Shrek! Ela pega o bichinho pra brincar, sustenta a cabecinha e ri! Ah como sorri gostoso o meu bebê!
Esta valendo a pena? Alguém pode perguntar… E eu respondo: cada segundo! Cada dia, cada noite, cada dor, tudo vale a pena quando você olha aquele rostinho! 

“A dor e a delícia que é” quem compôs talvez falasse de outra coisa mas eu posso dizer que encaixa exatamente na maternidade esse trecho! 

Um beijo,

Mamãe Up