Gravidez e o diabetes gestacional 

O começo da minha gravidez foi uma festa que envolvia enjoos e vontades. Eu comia o que apetecia quando as náuseas não vinham com tudo! Resultado? Engordei nos 5 primeiros meses 12 quilos.

Desde que sou adolescente tive que cuidar da alimentação, se não engordava mesmo! Não foi diferente na gestação, mas sempre tem aquela vozinha que diz: “ah você está grávida então come”!

Pois aí veio o susto para me acordar : o exame da curva glicêmica que apontou para uma glicemia alta, quase um diabetes gestacional.

Consultei a nutricionista e cunhada Edvânia Soares de Souza que, na época me prescreveu uma dieta e dela não saí mais!

O medo foi meu motivador, mas não precisa ser assim com você!
Tudo o que estiver aqui escrito foi pesquisado ou sentido com muito cuidado então vamos lá!

O que é o Diabetes Gestacional? 

O diabetes gestacional é um problema que surge durante a gravidez. A mulher fica com uma quantidade maior que o normal de açúcar no sangue. É uma condição que quase sempre se normaliza sozinha depois que o bebê nasce ao contrário de outros tipos de diabete, que duram a vida inteira. O  diabetes aparece quando o corpo não consegue fabricar a insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas em quantidade suficiente. A insulina controla a quantidade de açúcar disponível no sangue, para ser usado como fonte de energia, e permite que o excesso de açúcar seja armazenado.

Seu corpo precisa produzir insulina extra para atender às necessidades do bebê, principalmente da metade da gravidez em diante. Se seu corpo não conseguir fazer isso, você pode ficar com diabete gestacional. Seu nível de açúcar no sangue também pode subir devido às mudanças hormonais da gravidez, que interferem na ação da insulina.

O que é proibido?

Conversei com a Edvânia e perguntei sobre alimentação no diabetes gestacional e olha que legal o texto que ela escreveu aqui para o mamãe Up :

“Durante a gravidez é comum a mulher ter desejos alimentares, porém, devemos nos atentar a eles. Inofensivo na mente mas muito perigoso para o bebê e para a mãe.

A diabetes gestacional é um desequilíbrio das taxas de glicemia que pode surgir durante a gravidez, mas que, na maioria dos casos, se normaliza após o parto.

Dietas restritas na gravidez não são recomendadas, sendo a terapia nutricional um importante aliado, lembrando que mulheres obesas estão mais propensas a desenvolverem a diabetes gestacional, porém pode acometer qualquer mulher.

A alimentação deve ser diversificada, sendo composta por frutas, verduras, legumes e cereais integrais. Além de se fracionar as refeições ao longo do dia, diminuindo as chances de hipoglicemia. Evitando sempre que possível, alimentos ricos em açúcares, preparados congelados industrializados.

Para as mamães que sentem desejos por doces, a dica é uma banana amassada e assada com cacau em pó salpicado por cima, como também o mousse de abacate com cacau.

Lembrando que se torna necessário o acompanhamento nutricional nesta fase, enfatizando uma dieta individualizada ás necessidades e evolução da paciente.”

Pra ler e refletir! Então vamos lá, primeiro passo: Dieta! Sim é chato mas posso falar? Eu era contra! Mesmo sempre me cuidando em outros momentos da vida sentia que na gravidez privação era tipo um pecado! E não gente, precisamos de regras pra comer na gestação por dois motivos simples: traz bem-estar e faz bem pro bebê/mamys!

Depois que comecei a dieta parei de engordar e comecei a me sentir mais disposta! Sim, disposta!

Riscos, Sinais e Sintomas

Falei também com a doutora Carla Gimenes, ginecologista obstetra especialista em endocrino e menopausa que me respondeu às seguintes questões:

Quais os Riscos para o bebê e a mamãe no diabetes gestacional ?

A diabetes gestacional sem controle está associado a maior risco de anomalias fetais. Para a gestante há riscos de doenças renais, aumenta o risco de pré-eclâmpsia.Para o feto há um risco de macrossomia (peso fetal maior q 4000g, aumento das dimensōes do tronco e ombros com aumento do risco de distócia de ombro no parto, aumento do risco de aborto espontâneo e morte fetal e polidrâmnio (aumento da quantidade de liquido amniótico.

Quais os sinais e sintomas?

Geralmente não tem sintomas. É diagnosticada no exame de sangue(glicemia e teste de tolerância à glicose solicitados no pré-natal. O ganho de peso excessivo durante a gestação pode ser um sinal.

Receita

Pra finalizar vou compartilhar a receitinha saudável passada pela Edvânia, nossa nutri de plantão :

MOUSSE DE ABACATE COM CACAU
Ingredientes
– 1 abacate maduro
– 2 colheres (sopa) de cacau em pó
Modo de preparo
Colocar todos os ingredientes em um mixer ou liquidificador e bater até virar uma massa homogênea. Coloque em um recipiente e deixe gelar por 2 horas na geladeira.

Cuidem-se meninas, sempre, mas durante a gestação cuidem com carinho da alimentação!

Espero ter ajudado!

Um beijo,
Mamãe Up

Fontes de pesquisa :

Baby Center – site especializado no assunto que conta com diversos profissionais da área

Sociedade Brasileira de Diabetes

Dra Carla Gimenes – Ginecologista Obstetra

http://www.dracarlagimenes.com.br

Edvânia Soares de Souza – Nutricionista

http://www.estimanutricao.com.br

Anúncios

Um comentário sobre “Gravidez e o diabetes gestacional 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s